Distritos e Povoados

A- | A+

• Posto da Mata

Parte integrante de uma região que cresce acima da média e centro abastecedor de várias localidades vizinhas, oferecendo praticamente de tudo, Posto da Mata exibe um volume de negócios digno de muita cidade de porte médio.

O maior distrito do município de Nova Viçosa, mais parece uma cidade, tamanho é o seu crescimento. E a única via de transporte era a estrada de ferro BahiaMinas. O lugar, que se chamava 103 por este ser o quilômetro de marcação da linha férrea. Por muito tempo o lugarejo ficou sendo conhecido somente como “o 103”.

No final dos anos 60, com o fechamento da estrada de ferro, o pequeno lugarejo passou por um período de declínio e parecia acabar. Até que, com a construção da BR-101, passou a ser uma parada obrigatória para os ônibus vindo de várias regiões. Mas o grande salto veio com a implantação, no vizinho município de Mucuri, da Bahia Sul Celulose, fato que impulsionou a implantação de empresas de suporte e prestação de serviços à indústria, gerando boas oportunidades de emprego. Posto da Mata vive hoje momentos muito especiais devido à implantação da Aracruz Produtos de Madeira, a mais moderna fábrica de produtos de madeira do hemisfério sul, a confirmação de novos investimentos e a ampliação dos já existentes, todos da maior importância para o desenvolvimento da região.

• Helvécia

Orgulho da história de Nova Viçosa, esse distrito mereceu atenção especial da Secretaria de Turismo, que realizou um importante trabalho de resgate histórico-cultural.

Ao perceberem a situação de abandono em que se encontrava o povoado e que nenhuma ameaça pesava mais sobre as suas cabeças, os remanescentes do período escravo foram, aos poucos, retornando e tomando posse das casas, do comércio e de tudo em fim, transformando o povoado em uma Colônia Nagô, inclusive com dialeto próprio.
Hoje Helvécia conta com uma população negra, de beleza singular, em torno de 2000 habitantes. O abandono e o descaso imperaram por lá até bem pouco tempo, quando algumas pessoas de visão e que não temem desafios, empenharam-se no resgate da história, da cultura e da beleza do seu povo, que se orgulha da ascendência dos verdadeiros colonizadores deste pedaço peculiar de Brasil: os negros.

O trabalho desenvolvido pela Secretaria de Turismo objetiva não somente o resgate da memória cultural de Helvécia, bem como despertar o interesse daquela comunidade por esta atividade.

• Argolo

Segundo dão conta às famílias tradicionais da região, Argolo foi desbravada construída nos idos de 1914, quando a estrada de ferro BAHIAMINAS chegou à região trazendo progresso. O nome é uma homenagem ao seu fundador, o Dr. Manoel Teive de Argolo.

Com a exportação de madeira e sendo uma das regiões que exibiam maior produção de cacau no extremo sul baiano, Argolo cresceu e despontou no cenário econômico nacional.

A acolhedora comunidade de Argolo tem orgulho de oferecer aos seus visitantes uma culinária peculiar e artesanal, que guarda as tradições da sua origem baiana e mineira.

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Helena Sausmikat

Eventos